x
Buscar
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Google+
​A História do Facebook

No Brasil

O Facebook está em nossas vidas há algum tempo. Mas você saberia dizer exatamente desde quando?

Diferente do que a maioria das pessoas pensa, o Facebook não foi criado após o Orkut mas sim exatos 11 dias antes. Isso mesmo. A rede de Zuckerberg surgiu poucos dias antes dos Scraps e Testimonials. O que nos dá a impressão de que o Orkut teria surgido muito antes é justamente os primeiros passos de cada rede. Enquanto o Orkut (que levou o mesmo nome de seu idealizador, o engenheiro turco Orkut Büyükkökten) surgiu como um produto do Google e se pulverizou rapidamente, o Facebook surgiu como um registro de dados e perfis de estudantes universitários. Sendo assim, apenas usuários com endereços de e-mail de universidades “liberadas” pelo Facebook podiam se cadastrar na rede.

Quando o Facebook decidiu finalmente liberar acesso aos usuários sem contas de e-mails universitárias, o Orkut já havia se consolidado em muitos países e, principalmente no Brasil.

Até que o Orkut se tornasse old fashion e a taxa de crescimento do Facebook no Brasil atingisse a casa dos dois dígitos passaram-se bons 4 anos. Para se ter uma ideia, a empresa só abriu escritório no país no segundo semestre de 2011.


Eduardo Saverin

Até hoje muitas pessoas veem Mark Zuckerberg como uma vilão. Esse foi um dos aspectos retratados no filme "A Rede Social" e dissecado no livro de David Kirkpatrick, "O Efeito Facebook". Sem entrar nos meandros jurídicos da relação entre Zuck e o brasileiro, vale citar que o modelo atual da rede não lembra em nada as primeiras páginas de códigos escritas em seus dormitórios em Harvard. Outros pontos interessantes dessa relação (citada no livro mas que não foi contada na versão de Hollywood) é que o próprio Eduardo Saverin pareceu desacreditar no futuro do site quando se deparou com a dificuldade na venda de publicidade e aumento dos custos com servidores. Finalmente Eduardo se recusou a mudar-se para a costa Oeste, onde estavam as maiores empresas de tecnologia do mundo. Esse foi o início da ruptura definitiva com Mark.


Antes e depois de Sean Parker

Enquanto Saverin saía de cena, Sean Parker (fundador do Napster) surgiu na vida de Mark. Ajudando desde com pequenos-grandes insights como, a alteração do nome do site (primeiramente se chamou The Facebook), até influenciando a estratégia de produtos e apresentando (e representando) Mark a grandes investidores do Vale do Silício. Após uma série de incidentes para lá de polêmicos, como festas regadas a muito álcool e drogas, Parker acabou sendo obrigado a deixar o Facebook acusado se ser má influência para Zuckerberg além de denegrir a imagem da empresa.


Crescimento acelerado

Após os primeiros aportes na casa dos milhões em 2005, o Facebook finalmente decolou e se expandiu para a Europa.


O que deu errado?

Costuma-se dizer que a história é contada pelo vencedores. Mas graças a David Kirkpatrick, experiente jornalista americano especializado em empresas de tecnologia, foi possível saber que o Facebook deu alguns bons tropeções em seu caminho rumo ao sucesso. O caso mais famoso é o da ferramenta Beacon (farol em Inglês) em 2007. Essa funcionalidade basicamente alertava a todos os seus amigos sobre um produto que você havia comprado ou simplesmente visualizado. Diante das críticas e revoltas dos usuários, Mark Zuckerberg veio a público pedir desculpas e anunciar a descontinuidade da ferramenta.


O que deu certo?

Em 2006, o feed de notícias teve um início muito parecido com o ‘beacon-gate’. Usuários em todo o mundo ficaram horrorizados ao perceber que quase todas as suas interações seriam reveladas em uma linha do tempo. Após uma enxurrada de protestos Zuckerberg anunciou mudanças na nova funcionalidade que permitiriam a sua configuração.

O feed de notícias é tido por muitos especialistas, até hoje, como o responsável pelo grande salto de patamar do Facebook.


O que esperar do futuro?

Estratégia de expansão (1): Aquisições Bilionárias

Nos últimos anos o Facebook vem fortalecendo a sua estratégia de expansão justamente nos seus “pontos fracos”. Enquanto o Google é a empresa com mais dados sobre usuários no planeta, o Facebook possui uma rede social com 1.5B de usuários, mas que ainda depende da veracidade de informações sobre o que os seus usuários postam. Nessa linha, a empresa adquiriu nos últimos anos gigantes como Instagram e, mais recentemente, WhatsApp, podendo assim cruzar dados multi plataforma.

Estratégia de expansão (2): Novos Mercados

O projeto mais audacioso do Facebook no momento está relacionado à capacidade de distribuir internet de baixo custo para áreas remotas do continente africano. Para isso a empresa pretende lançar um satélite ainda em 2016.

Em seu perfil no Facebook Mark escreveu: "Para conectar pessoas nestas regiões remotas, a infraestrutura tradicional é com frequência difícil e ineficiente, então, precisamos inventar novas tecnologias."

Será que Mark Zuckerberg vai finalmente conseguir conectar todo o mundo?

Deixe sua opinião nos comentários!


Nossas dicas para os fãs do Facebook e Mark Zuckerberg:

Compre aqui o Livro O Jeito Zuckerberg de Fazer Negócios - Como o Ceo Mais Improvável do Mundo Construiu o Facebook


Compre aqui Bilionários Por Acaso - A Criação do Facebook - Uma História de Sexo, Dinheiro, Genialidade e Traiçãono Walmart


Compre aqui Capacho Facebook no Extra


Compre aqui Cabideiro Like no Extra


Clique aqui para mais descontos no MeuCupom.com

*Os descontos acima ou cupom de desconto foram vistos para o dia da matéria e podem mudar sem aviso prévio.

DESCONTOS RELACIONADOS

Seu canal preferido de descontos também é um plugin!

- Instale o MeuCupom Alerta pela Chrome Store.

- Clique no ícone MeuCupom enquanto está em algum dos nossos sites parceiros e você verá todos os descontos disponíveis na loja.

- Gostou de algum desconto? Basta clicar na oferta ou copiar o código que será apresentado em tempo real, colar no seu carrinho de compras e o desconto já é seu!