x
Buscar
Manual do vinho: Aprenda a beber

Nesse frio, sabemos que muitas combinações das mais apreciadas vão com um bom vinho, né? É um hábito comum, principalmente no inverno, mas para verdadeiros apreciadores, o ano inteiro.

No entanto, sabemos também que é difícil apreciar um bom vinho da noite para o dia. O sabor pode parecer forte e estranho em um primeiro momento, mas vale muito a pena adquirir o gosto! Além dos benefícios comprovados para a saúde, é de bom tom tomar uma taça de vinho, e vai?! Sabemos que por status também é muito procurado! É “xic” ou não é?

Pensando nisso, preparamos uma lista de “regras” para apreciar melhor e começar a adquirir o gosto. Para quem não gosta, é um bom incentivo para tentar, e quem já curte vai concordar com esses tópicos. Vamos lá?


Primeiro passo: provar!

Parece óbvio, mas para aprender a beber vinho você precisa começar a beber. Tentar, provar diferentes tipos, buscar experiências. Você só vai saber se, de fato, começar a beber. Bicar um gole de vinho de vez em nunca não vai te fazer aprender a beber e muito menos a gostar. Especialistas afirmam que só não gosta de vinho quem não experimenta o suficiente. Fica a dica. ;)

Encontre o seu tipo

Cada pessoa tem um paladar diferente, e aprecia diferentes sensações gustativas, obviamente. Por isso, entre diferentes tipos de vinhos você pode encontrar o seu ideal. Inicialmente, quando ainda não se adquiriu o hábito, uma dica é começar com os mais adocicados. Muitos têm preconceito com esse tipo de vinho, mas isso é bobagem! O importante é experimentar. Depois de um tempo, com o paladar mais acostumado você pode evoluir para diferentes tipos, como um vinho tinto trufado. Uma opção no meio do caminho são o vinho branco seco e o rosé, que são consumidos gelados.

Escolha a taça certa

Não é frescurinha! A escolha da taça de vinho também é um fator importante. A taça clássica prende o aroma da bebida, de forma que você consiga prova-lo melhor. Os mais experimentes no assunto chegam até mesmo a colocar o nariz dentro da taça para absorver todo o aroma, que pode variar muito.

Experimente diferentes nacionalidades

A origem do vinho tem muito a dizer sobre ele, podendo determinar aroma e sabor. Diferentes países representam diferentes solos e métodos de confecção. Alguns dos vinhos mais populares vêm de países como França, Argentina e Itália.

Atenção! Não julgue os vinhos Brasileiros antes de provar, como muitos fazem. Atualmente existem várias vinícolas brasileiras fazendo rótulos premiados, por exemplo Casa Valduga, Miolo, Salton e Aurora.

Misture com outros ingredientes

Uma alternativa para se adaptar a beber vinho é também mistura-lo com outros ingredientes, como gelo e frutas. Especialmente em vinhos mais pesados e doces, o gelo diminui a sensibilidade das papilas gustativas amenizando o sabor forte.

Entendidos muitas vezes criticam esse tipo de mistura, mas não tem nada de errado, e principalmente nessa fase inicial, é uma boa solução para se adaptar ao sabor do vinho, aos poucos.

Vá para uma degustação

Uma ótima forma de entender melhor sobre o assunto e experimentar diferentes tipos até encontrar o que melhor se ajusta ao seu paladar é provando várias opções, como em uma degustação de vinhos.

Assim você pode provar diversos tipos sem ter que comprar uma garrafa inteira, além de entender melhor as características de cada tipo.

Outra sugestão é, se possível, visitar uma vinícola. Assim você aprende melhor sobre o processo de produção de diferentes vinhos, tem a oportunidade de experimentar e até mesmo comprar uma garrafa durante o tour, por preços menores. 

Seu canal preferido de descontos também é um plugin!

- Instale o MeuCupom Alerta pela Chrome Store.

- Clique no ícone MeuCupom enquanto está em algum dos nossos sites parceiros e você verá todos os descontos disponíveis na loja.

- Gostou de algum desconto? Basta clicar na oferta ou copiar o código que será apresentado em tempo real, colar no seu carrinho de compras e o desconto já é seu!